Publicidade

Diário Liberdade
Segunda, 29 Agosto 2016 02:00 Última modificação em Sexta, 16 Setembro 2016 10:11

Iémen: Brutal agressom militar saudita ultrapassa as 6 mil mortes em 17 meses

Avalie este item
(0 votos)
País: Iémen / Direitos nacionais e imperialismo / Fonte: Diário Liberdade

Mínimas referências nos meios de comunicaçom ao serviço do imperialismo ocidental e regional, enquanto o Iémen é destruído polo exército saudita.

A pugna polo controlo do acesso ao Mar Vermelho e do Corno de África levou a guerra total ao Iémen, onde se calcula que mais de 6 mil pessoas terám morrido em 17 meses, a grande maioria civis.

Neste mesmo domingo, mais de 30 pessoas morrêrom durante o ataque aéreo a umha fábrica de açúcar na cidade de Al Hodeidah, onde outras infraestruturas tenhem sido duramente atacadas nas últimas semanas, como vemos na ponte destruída da imagem.

Provavelmente nengum meio ocidental informe desses ataques, enquanto o pedido da ONU para umha investigaçom internacional independente sobre a guerra, realizado no dia 25, espera resposta nos escritórios de Genebra.

Os cálculos de vítimas até 23 de agosto estimam 3.799 civis mortos e outros 6.711 feridos nos ataques sauditas e do exército mercenário imperialista que lidera. O documento da ONU afirma que nom menos de 620 crianças morrêrom e 758 ficárom mutiladas desde julho de 2015.

A escusa oficial da intervençom imperialista saudita é deter a guerrilha xiita huthi, aliada ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh, que retomaram a capital do país após sucessivos conflitos civis em que nom faltou a intervençom direta ou indireta ianque e saudita.

Como pano de fundo, a tentativa de evitar que a China aprofundasse o seu relacionamento incipiente com o Iémen, obrigando o regime presidido por Saleh primeiro e por Abd Rabbo Mansur Hadi depois a retornar à órbita de EUA e Arábia Saudita, evitando também o fortalecimento de um país potencialmente aliado do Irám, objetivo final das guerras que desangram o Oriente Médio por causa de ser o segundo produtor mundial de petróleo e gás e inimigo declarado da Arábia Saudita.

Contra as diretrizes seguidas polos media ocidentais ao serviço do imperialismo, do Diário Liberdade tentamos oferecer a informaçom e análises para a compreensom e denúncia da estratégia criminosa do imperialismo no Iémen e restantes países da regiom.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar