Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Terça, 24 Mai 2016 15:38 Última modificação em Terça, 24 Mai 2016 16:06

Portugal propõe à UNESCO as Fortalezas Abaluartadas da Raia com os países vizinhos

Avalie este item
(0 votos)
País: Portugal / Cultura/Música, Consumo e meio natural / Fonte: Diário Liberdade

A candidatura das Fortalezas Abaluartadas da Raia entre Portugal e vários países vizinhos, entre os quais a Galiza, e promovida por Almeida, Elvas, Marvão e Valença, já está inscrita na Lista Indicativa de Portugal, da UNESCO, rumo à classificação como Património Mundial.

A candidatura foca-se no Sistema Defensivo das Fortalezas Abaluartadas da Raia entre Portugal e os países vizinhos, na cultura raiana e na sua localização num espaço que confina uma das linhas de fronteira mais antigas do mundo, embora permaneça hoje com conflitos sem resolver frente ao imperialismo espanhol - como o conhecido caso de Olivença, vila portuguesa ainda hoje ocupada por Madrid. Com o argumento da História, os municípios proponentes alcançaram da Comissão Nacional da UNESCO (passo obrigatório para a obtenção da classificação), a inclusão das Fortalezas Abaluartadas da Raia na Lista Indicativa de Portugal a Património Mundial da UNESCO.

As Fortalezas Abaluartadas foram estruturas defensivas de guerra que, nos últimos séculos, se transformaram em monumentos e em espaços únicos de história, de cultura e de relação e vivência humanas. Os seus modelos arquitetónicos refletem, nos momentos das suas construções, inovação e soluções únicas, adaptadas a estruturas amuralhadas, construídas no decurso do tempo, sobretudo a partir do século XII, e à geomorfologia do terreno de cada sítio.

Único à escala mundial, este sistema defensivo apresenta-se com um carácter de excecionalidade, potenciador da conservação deste legado patrimonial e dinamizador da cultura e do turismo.

Os representantes dos quatro municípios declararam o "alto interesse cultural que representa, para o País e para a Humanidade, o futuro reconhecimento internacional de um património ímpar no contexto da civilização europeia", como "exemplares únicos da arquitetura militar dos séculos XVII e XVIII".

Os municípios proponentes estão a desenvolver um dossier conjunto de candidatura, tendo por base os trabalhos já realizados pelos municípios e com o suporte científico de várias entidades.

Com informações da CM de Valença.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar