Publicidade

Diário Liberdade
Terça, 24 Julho 2018 17:05 Última modificação em Segunda, 06 Agosto 2018 01:55

Véspera do Dia da Pátria: Juventude pede independência e liberdade dos e das presas políticas Destaque

Avalie este item
(0 votos)
País: Galiza / Direitos nacionais e imperialismo / Fonte: Diário Liberdade

Três pessoas retidas e identificadas e material sequestrado pola polícia espanhola na manifestaçom juvenil. Diário Liberdade retoma acompanhamento ao vivo manhá de manhá.

Todas as fotografias e vídeos do Diário Libedade (Licença CC by-sa)

Após um início de mês de julho com diferentes iniciativas locais um pouco por toda a Galiza, hoje a mobilizaçom tomou a capital. Diário Liberdade acompanhou ao vivo, e fará de novo manhá de manhá, antes de instalar posto no Festigal, conjuntamente com o Novas da Galiza.

 

Mobilizaçom de Galiza Nova

Galiza Nova promoveu mais um ano a sua "ruada independentista" após a homenagem a Rosalia de Castro às 17 horas no Parque de Bonaval, mobilizaçom que abriu o dia de luita na capital galega.

Corrente humana pola liberdade das presas e presos

CADEIAH

Como cada ano, umha cadeia humana foi convocada pola organizaçom antirrepressiva Ceivar na praça da Galiza de Compostela. Foi já a XI ediçom da 'Cadeia humana pola liberdade das presas e presos independentistas. Uns centenares de pessoas partirom polas 18.30, atravessárom em forma de corrente humana as principais ruas do centro histórico compostelano e terminárom o seu percurso na Praça do Pam.

Esta nova mobilizaçom exigiu a repatriaçom das galegas e galegos presos fora da Galiza pola sua atividade militante como independentistas. A reclamaçom do fim da "estratégia de extermínio carcerário e a liberdade" foi mais um ano protagonista de umha atividade que se realizou em pleno centro histórico da capital galega. Como em anos passados, os fardados espanhóis seguírom muito de perto o grupo de solidários e solidárias, com o intuito de criminalizá-lo mediante a sua simples mas ameaçadora presença.

Ceivar informou de umha ceia solidária posterior na Gentalha do Pichel.

Mobilizaçom juvenil independentista sofre censura e retençons policiais

Di5CizbW4AAL1Di

"A mocidade independentista a construir a República. Rachar a precariedade, rematar com a emigraçom" foi a palavra de ordem escolhida polas 26 organizaçons que se somárom à convocatória juvenil independentista desta tarde em Compostela. Saiu bem passadas as 20 horas da Alameda e fijo um percurso muito diferente de anos passados, entrando principalmente nas ruas do centro histórico.

A denúncia sobre as condiçons da juventude trabalhadora, submetida a forte exploraçom laboral, junto à revindicaçom da independência nacional nom fôrom bem recebidas polo regime espanhol, que através de agentes de distúrbios retivo, identificou e sequestrou o material propagandístico que levavam três manifestantes.

Fôrom vários centenares a participar na convocatória das seguintes entidades: A Galleira (Ourense), Arrulique (Vigo), Briga, Brigadas Lucenses (Lugo), Ceivar, Celtarras (Vigo), Centro Social A Gentalha do Pichel (Compostela), Centro Social Faísca (Vigo), Centro Social Fuscalho (Guarda), Centro Social Gomes Gaioso (Corunha), Centro Social Mádia Leva! (Lugo), Centro Social Revolta (Vigo), Centro Social Xebra! (Burela), Colectivo Nós (Vigo), Colectivo Terra (Ponte d’Eume), Erguer-Estudantes da Galiza, Fenda-Embaixada Popular Galega (Madrid), Fende Testas (Compostela), Fundaçom Artábria (Ferrol), Galizalivre, Isca!, Mocidade Granate (Ponte Vedra), O Quilombo (Ponte Vedra), Ouligans (Ourense), Sección Lo Lo Lo (Lugo), Tropas de Breogán (Vigo).

Concertos e Festigal

De noite, a organizaçom juvenil Briga organizou a décima quarta ediçom da Jornada de Rebeliom Juvenil, no parque de Belvis, com a legenda “Prendendo o facho da Rebeliom Juvenil”, com a partipaçom de quatro grupos da esceia galega:

– Cuarta Xusta, umha banda jovem nascida em 2016 que vém pisando forte com o seu último trabalho “Un novo amencer”. Marta, Lúa, Alberto, Alba e Aida porám o seu berro reivindicativo para com os seus ritmos de rock em galego. (https://www.facebook.com/CuartaXusta/ )
– Maskarpone, banda ourensá que encherá Belvis dos seus ritmos de ska com letras reivindicativas apresentando o seu novo trabalho “Outra Esmorga” (https://www.facebook.com/maskarponegz/ )
– Ezetaerre, grupo de rap galego e combativo desde A Corunha, O Porrinho e Ourense que trazerám os seus ritmos cheios de dignidade, solidariedade e humildade (http://www.ezetaerre.com/ ).
– Ataque Escampe, esta consolidada banda compostelá contribuirá com os seus variados som a criar umha atmosfera bailável onde deixar a um lado todo complexo. (http://www.ataqueescampe.org )

Também Galiza Nova organizou junto ao BNG um concerto, no cámpus sul de Compostela, com os grupos: Dj Bambooh (22,30 h),The Lelli Kelly’s (23,30 h.), Ses & Banda (0,20 h.) e Rebeliom do Inframundo (2,35 h.). Fai parte do Festigal, que continua na jornada do dia 25 de julho com atividades culturais de todo o tipo.

Diário Liberdade e Novas da Galiza na zona de associaçons do Festigal

Polo segundo ano, Diário Liberdade e Novas da Galiza terám um posto conjunto na feira de associaçons que se celebrará na tarde deste Dia da Pátria no Campus Sul compostelano. Ambas as entidades populares de comunicaçom marcarám presença com um posto, no qual será possível encontrar livros, postais e outros materiais editados por estas entidades, dar apoio ou mesmo conhecer as possibilidades de participaçom.

Fotografias da cadeia humana e a mobilizaçom juvenil

 

Di4t8HXXgAAl5qK

Di4wSZLX0AApOEk

Di4xFHyU0AUmjUF

Di5CizbW4AAL1Di

Di5DW cWwAImbOR 1

Di5EyEMXcAAk9sw

Di5NEaRX0AAVdff

Di40kcOX4AEDnIB

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar