Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 17 Mai 2019 18:42 Última modificação em Domingo, 23 Junho 2019 12:25

KKE: "A degradação do governo Syriza não tem fim"

Avalie este item
(0 votos)
País: Grécia / Institucional / Fonte: Resistir

Em 9 de Maio de 2019, chefes de Estado da UE, incluindo Alexis Tsipras, assinaram em Sibiu, Roménia, numa cimeira informal, a chamada declaração do Conselho Europeu.

Com isto, “liberais”, "social-democratas", "conservadores" e "progressistas" confirmaram mais uma vez o apodrecimento dos "valores fundadores" da UE dos monopólios. Além do mais, a declaração assinada no dia 74º aniversário da Grande Vitória Anti-fascista dos Povos é mais um monumento ao anti-comunismo. Desde a primeira linha, revela quão hipócrita é a preocupação de governos como o SYRIZA pela "ascensão da extrema-direita". Para "Justificar" toda a narrativa anticomunista que alimenta o fascismo, ele escreve: "Trinta anos atrás, milhões de pessoas lutaram por sua liberdade e pela unidade e demoliram a Cortina de Ferro"!

"Isso é o que vocês são, a vossa degradação não tem fundo", declarou o deputado KKE Ioannis Giokas na tribuna do Parlamento, denunciando a declaração anticomunista da UE e o facto de o primeiro-ministro tê-la assinado "adoptando toda a propaganda do imperialismo após a Segunda Guerra Mundial, a propaganda do macartismo contra a luta dos povos e contra o movimento e o sistema socialista mundial. Toda a propaganda que se desenrolou tendo a extrema-direita como ponta de lança". Como afirmou, o governo do SYRIZA colocou a sua assinatura em toda a propaganda que enviou às prisões, ao exílio, aos esquadrões de execução, os militantes do nosso país.

I. Giokas enfatizou que a Declaração foi assinada no Dia da Vitória Anti-Fascista dos Povos à qual não foi feita nenhuma referência, "porque o fascismo não é um inimigo da UE; não poucas vezes a UE tem apoiado fascistas e organizações semelhantes a fim de efectuar diferentes jogos; o inimigo são os povos, o inimigo é o sistema socialista, o inimigo são os Partidos Comunistas, o movimento operário-popular. Por esta razão, eles tentaram todos estes anos apagar da memória colectiva o Dia da Vitória Antifascista dos Povos, em 9 de Maio, e transformá-lo num Dia da UE". Ele também destacou que a assinatura do primeiro-ministro grego de "esquerda" apareceu nesta Declaração juntamente com os de Kurz, Orban e Merkel, juntamente com todos os outros políticos de extrema-direita que ele supostamente combate.

Ao comentar o argumento do governo de que a UE supostamente se desviou de seus valores fundadores nos últimos anos e que isso pode ser corrigido, ele referiu-se ao facto de que os valores fundadores da UE são o anticomunismo, a barbárie, a exploração dos povos e as guerras. "Todos vocês estão no veículo da UE, o veículo da UE e da NATO", observou, acrescentando que "com esta Declaração, a UE mostra quem tem medo; um "espectro continua a assombrar a Europa" e faremos tudo o que pudermos para garantir que os seus medos se tornem realidade. Você está do lado da Santa Aliança contemporânea".

Ao mesmo tempo, o deputado do KKE deixou claro que o seu partido em 9 de Maio celebra a bandeira vermelha com o martelo e foice sobre o Reichstag. "Uma vez que o sr. primeiro-ministro e o seu governo se juntaram ao campo do anticomunismo e da distorção da história", deixou na mesa do primeiro-ministro A. Tsipra uma fotografia para que "ele possa ver o que nós celebramos no dia 9 de Maio".

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar