Publicidade

Diário Liberdade

[Roberto Bitencourt da Silva] O ilegítimo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), já com mandato cassado pelo TRE/RJ, tem demonstrado absoluto desprezo pelos servidores e serviços públicos. Sobretudo às instituições da Ciência e Tecnologia (Uerj, Uenf, Faetec, Cecierj, Uezo, Proderj e Faperj).

Publicado em Opiniom Própria

A nomeação do ministro Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal é parte de um processo de desmoralização completa do governo ilegítimo de Michel Temer e aumenta o nível de degradação das instituições brasileiras. Na mesma linha de ação, dias antes, Temer nomeou Moreira Franco para a Secretaria-Geral do governo, um cargo com status ministerial e foro privilegiado, objetivando claramente salvá-lo da Operação Lava a Jato. Estes dois fatos demonstram que a ousadia da quadrilha de corruptos que usurpou o poder em Brasília não tem limites. Agindo em favor de seus interesses imediatos e com o propósito maior de aprovar medidas antipopulares, a serviço do grande capital nacional e internacional, o governo golpista demonstra que tais práticas espúrias irão continuar, pois não tem compromisso algum com o atendimento das necessidades da população e está disposto a aceitar a impopularidade advinda de suas medidas neoliberais que não possa ser contornada pela manipulação da grande mídia.

Publicado em Brasil

Na opinião do presidente nacional do Partido da Causa Operária (PCO), Rui Costa Pimenta, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, morto em polêmico acidente de avião na última quinta-feira (19), desempenhou papel fundamental no golpe de Estado de 2016.

Publicado em Brasil

A política dos golpistas consiste na destruição e ataque ao patrimônio nacional. Além das empresas e das riquezas do País, o alvo da direita também é o desenvolvimento científico e tecnológico nacional. Em uma nota de repúdio, um conjunto de associações e entidades ligada à área da ciência e da tecnologia denuncia a manobra feita pelos golpistas no Congresso Nacional, que irá cortar drasticamente o dinheiro destinado ao setor.

Publicado em Brasil
Segunda, 26 Dezembro 2016 13:20

O fosso político brasileiro

[João Pedro Moraleida] Alguns fatos rápidos revelaram ao Brasil a força que ainda possui o neoliberalismo, não só econômico, mas demonstra sua força como razão, extorquindo as almas do povo. O golpe, travestido de uma imagem democrática, abriu dentro da frágil estrutura política do país um fosso de legitimidade quase identitário: por um lado as alianças travadas para manter o fundamento do golpe, por outro um povo afastado das demasiadas medidas que as forças dominantes precisam aplicar para a manutenção de seu poder. Aqui, quero visualizar de forma rápida, antes do término do ano, as tensões que nos seguram diante do fosso aberto, entre a classe política e os que lá não estão, povo, cidadãos ou massa.

Publicado em Brasil

Somos mais de 22 milhões de desempregados; 6,2 milhões de nossas famílias sofrem com um gigantesco déficit habitacional; com a acelerada deterioração dos serviços públicos e com a desvalorização de nossos salários, que já não têm data para serem pagos; nossa jornada de trabalho é cada vez mais extensa e intensa; assistimos à proliferação das terceirizações e os mais variados tipos de precarização e, como se tudo isso não bastasse, temos sido forçados a conviver com um governo federal ilegítimo, fruto de uma operação institucional golpista.

Publicado em Brasil

Por Edmilson Costa*

Os mais de 144 milhões de eleitores foram às urnas nos dois turnos no Brasil para eleger prefeitos e vereadores de 5.568 municípios. País de dimensões continentais, com 8,5 milhões de K2 e mais de 200 milhões de habitantes, com enorme diversidade em termos econômicos, sociais e regionais, as eleições municipais representam um momento importante da luta política no País e um termômetro para se avaliar o estado de ânimo da população em relação à política tradicional, muito embora essas eleições, por suas especificidades locais e pela conjuntura de crise, não tenham refletido exatamente a realidade da luta de classes no País. Isso porque essas eleições ocorreram logo após as olimpíadas, ao processo de impeachment da presidenta Dilma Roussef, às denúncias seletivas da Operação Lava a Jato, à avassaladora campanha midiática de demonização do PT e de seus dirigentes, além da assimetria econômica e midiática entre as candidaturas.

Publicado em Opiniom Própria

Contra a PEC 55 e as reformas da Previdência e Trabalhista; em defesa de emprego e salários

Publicado em Brasil

[Leandro Monerato] O imperialismo, os tucanos, os liberais, os coxinhas, conservadores, olavetes querem mais. Querem sangue. Querem fogueira pública. Querem a humilhação da esquerda. Querem a tortura.

Publicado em Brasil
Terça, 25 Outubro 2016 22:56

Sequelas da longa rendição

A votação da PEC 241 em andamento na Câmara mostra as sequelas trágicas das concessões programáticas ao grande capital feitas pelos governos Lula e Dilma.

Publicado em Opiniom Própria

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar