Publicidade

Diário Liberdade
Domingo, 30 Dezembro 2018 12:14

Sociedades misóginas

"Estupram uma mulher em determinada estação de trem", disse o noticiário, sem vacilar, com esse rosto que têm os que veem a violência de gênero como coisa natural. Quantas mulheres são estupradas nas estações de ônibus e trem diariamente no mundo? Coisa natural para a sociedade que somos.

Publicado em Opiniom Própria

O Feminismo Unitario de Vigo imos temos previstas unha serie de actividades en torno ao 25 de novembro, día internacional contra ás violencias machistas, co lema ‘loita feminista contra o terrorismo machista’.

Publicado em Galiza
Segunda, 01 Outubro 2018 09:52

Adultério deixa de ser crime na Índia

O Tribunal Supremo da Índia descriminalizou o adultério no país, ao declarar inconstitucional uma lei do Código Penal, de quase 160 anos, que tratava a mulher como objeto.

Publicado em Mundo

As ruas das principais cidades do Estado Espanhol foram invadidas por mulheres que rechaçavam a sentença por abuso sexual, e não por estupro, de cinco homens, conhecidos como “la manada” que agrediram em grupo uma jovem durante os Sanfermines (festa típica espanhola) de 2016.

Publicado em Mundo
Quarta, 07 Fevereiro 2018 19:46

Ambiguidade moral dos media

[Alfredo Maia] Os media podem desempenhar um papel insubstituível na denúncia de práticas sexistas – na condição de abdicarem da cumplicidade rentável que mantêm para com essas mesmas práticas.

Publicado em Portugal
Sexta, 26 Janeiro 2018 15:40

Violência na vida a dois

[Fabiana Machado*] O que pode a mulher casada? Sabemos que a depender do status social, grau de escolaridade e título nobiliárquico de família, a mulher casada estará submetida às maiores ou menores facilidades de vida.

Publicado em Brasil

Reproduzimos o comunciado divulgado pola plataforma feminista em resposta à campanha apresentada pola Junta para o 25 de novembro, Dia contra a Violência Machista.

Publicado em Galiza

O agressor, que tinha algum tipo de relaçom laboral com a vítima, foi arrestado pola Guarda Civil.

Publicado em Galiza

Por iniciativa da Marcha Mundial das Mulheres, várias cidades e vilas da Galiza protestam nesta quarta-feira para denunciar o mais recente assassinato de umha mulher por um familiar.

Publicado em Galiza

A praça 1000 converter-se-á na praça Assunçom Gonçálves, vítima mortal do patriarcado em 1891, graças a umha moçom promovida por Ourense en Común.

Publicado em Galiza

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar