Publicidade

Diário Liberdade

Nesta entrevista em vídeo dividida em duas partes, o economista Edmilson Costa, autor de obras sobre globalização, crise econômica e o movimento sindical no Brasil, analisa as transformações no mundo do trabalho no processo da 3ª revolução industrial e o estágio atual de desenvolvimento do capitalismo mundial.

Publicado em Mundo
Não é todos os dias que aparece um economista com o estatuto de Joseph Stiglitz a afirmar com toda a clareza que Portugal deve sair do euro.
Publicado em Portugal

O fascínio que certas leis de bronze exercem na cabeça dos homens e a eficácia que eventualmente podem adquirir na vida social tampouco resistem ao confronto com o real.

Publicado em Opiniom Própria
Domingo, 28 Agosto 2016 21:12

O euro e as mentiras

[Jacques Sapir] Este texto é retirado do livro, L'Euro contre la France, l'Euro contre l'Europe, que será publicado em meados de setembro nas edições CERF.

Publicado em Mundo
Quarta, 24 Agosto 2016 00:48

A lógica do capitalismo neoliberal

[Prabhat Patnaik] O capitalismo é um sistema "espontâneo" no sentido de que a sua dinâmica se caracteriza pelo desdobramento de certas tendências imanentes, tais como a mercantilização de tudo, a destruição da produção pré capitalista e o processo de centralização do capital. Levanta-se a questão: qual é o papel do Estado nesta dinâmica espontânea do capitalismo?

Publicado em Mundo

Reproduzimos a tradução portuguesa realizada por Resistir à entrevista com o economista britânico Michael Roberts.

Publicado em Mundo

O ano de 2014 tornava-se recordista no número de nascimentos em Portugal. Enquanto alguns celebravam a «saída limpa» da troika, a natalidade registava um recorde negativo: nesse ano nasceram apenas 82 mil crianças, o número mais baixo desde que existem registos.Estamos a caminho de ser cada vez menos e mais velhos. Baixos salários, condições de trabalho e falta de apoios públicos dificultam a opção pela paternidade em Portugal.

Publicado em Portugal

[Alejandro Acosta] As perdas dos grandes capitalistas, no último período, que na maioria não passam de meros especuladores financeiros, têm ido muito além das perdas com a subprime, vinculadas às hipotecas, mas também comprimes e correlatas relacionadas às hipotecas, ao chamado real state (mercado imobiliário em geral), cartões de crédito, empréstimos do mercado de automóveis, bolsas de estudo, financiamento de LBOs, empréstimos ao consumo em geral, título das dívidas das empresas. O amplo espectro de derivativos financeiros, soma a cada dia novos “instrumentos financeiros” aos já conhecidos CDOs, CMOs, CLOs e CDS. A somatória das perdas acumula valores na casa dos vários trilhões de dólares.

Publicado em Mundo

[Eric Toussaint] Como os portugueses hoje bem sabem as crises da dívida da periferia estão ligadas às crises que surgem nos mais poderosos países e são utilizadas para subordinar os países mais fracos.

Publicado em Mundo

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar